Make your own free website on Tripod.com
A HOME PAGE FERRAMENTA DE PRODUÇÃO DOCENTE

 

 

 

No ano de 1998 fomos informados que o Colégio Municipal Marconi fora selecionado pelo PROINFO-MEC para receber um laboratório de informática. Imediatamente, imaginei que este laboratório seria para habilitar os alunos no uso do computador e seus aplicativos, todavia procurei me informar melhor sobre o que era o PROINFO-MEC e como deveria ser usado este laboratório de informática.

Achei bastante interessante a proposta de utilizar a informática como técnica e ferramenta pedagógica, mas não tinha a menor idéia de como fazê-lo, a solução era pesquisar. Nestas pesquisas travei contato com várias técnicas de uso da informática na educação, na sua maioria muito interessantes, mas fiquei muito interessado pelo uso da internet na educação, as possibilidades, de pesquisa e informação, de troca de experiências era extremamente sedutora. Procurei, portanto, aprofundar-me um pouco mais nas possibilidades desta ferramenta e percebi que ela seria de grande utilidade na produção dos alunos se utilizada como mais um recurso de resposta a estímulos para pesquisa e produção de conhecimento.

Em 1999, mesmo com os poucos conhecimentos que ainda possuo tanto sobre a produção de páginas para internet como sobre o uso da mesma na educação, resolvi que com a chegada do laboratório eu iria trabalhar utilizando a internet como ferramenta educacional. Nesse ano, no Colégio Municipal Marconi, eu estava trabalhando com o 3º ano do Ensino Médio e o tema das vanguardas européias no início do século XX, que faz parte do programa de literatura, me pareceu uma oportunidade muito interessante para trabalhar com os alunos utilizando a internet de todas as maneiras que nos fosse possível.

A partir deste memento, propus às turmas de 3º ano um trabalho sobre as vanguardas européias do início do século XX, sob forma de projeto, a ser apresentado para os colegas, da seguinte maneira:

Seguimos, então, para a etapa seguinte: a da pesquisa. Nessa fase a internet foi importante ferramenta na construção dos trabalhos, pois todos os grupos sem exceção a utilizaram como fonte de pesquisa de seu tema e também como fonte de coleta de material gráfico, principalmente de gravuras de quadros de pintores de cada corrente. A utilização dos sites de busca como o Cade, o Miner, o Radaruol e outros foi de extrema importância, todavia trouxe consigo o problema da seleção das informações relevantes ao trabalho.

Nessa etapa, a sugestão dos alunos era de que visitássemos o maior número de sites possível para cada corrente de vanguarda e a partir daí selecionarmos o que fosse mais importante, interessante e adequado para ser usado nas apresentações escolhidas pelos alunos.

É importante ressaltar que a minha interferência como professor de literatura foi a mínima possível restringindo-se a orientar os alunos quanto à qualidade das informações recolhidas; discutir com eles a adequação da informação à forma de apresentação; indicar e orientar a busca de material; procurar despertar nos alunos a relação entre o material levantado e as outras áreas do conhecimento tias como história, geoeconomia, astronomia, física, etc. e facilitar-lhes o acesso à conexão com a internet disponível na escola.

A etapa de seleção das informações, confecção e execução do trabalho ficou totalmente a cargo dos grupos sem nenhuma interferência de minha parte. Surgiram vários trabalhos, em diferentes formatos, desde teatros e performances a jornais de papel e murais; desde apresentações mo power point e visual basic às home pages. As páginas produzidas têm ainda muito de cópia de conteúdos sobre os temas estudados, mas de qualquer forma a estrutura e organização das páginas é de construção dos alunos, além de todo trabalho de elaboração da home page. Os resultados podem ser vistos a seguir.

Mais que uma ferramenta de pesquisa, uma enorme biblioteca virtual, lugar de bate-papo, publicidade, comércio e diversão; a internet pode ser uma grande aliada do professor na reengenharia da educação. As infinitas possibilidades de trabalho encontradas com esta ferramenta são de fundamental importância na construção de uma pedagogia que tem como aliada a tecnologia da informática e mais, a própria rede mundial, de forma que o saber ali veiculado pode ser lido e transformado em produção dos alunos e, porque não, também dos próprios professores.

A experiência de transformar em home page qualquer conteúdo é extremamente enriquecedora no sentido de que o aluno se sente, em primeiro lugar, como um produtor de informações e conhecimentos selecionados previamente por ele mesmo, já que a busca, seleção e organização dessas informações é feita por ele com a supervisão do professor que deve se esforçar ao máximo para não interferir no trabalho. Em segundo lugar, porque possibilita uma troca de informações, pois, se a home page for colocada na internet, abrirá um espaço para troca de experiências com outros freqüentadores da rede, ou mesmo essa troca será feita com os próprios colegas de escola, uma vez que, pronto, o trabalho deve ser disponibilizado para que todos na escola o apreciem e se possível o avaliem, dando um retorno ao aluno do seu empenho e da sua produção.

Ao professor cabe o papel de facilitador do trabalho, estimulando os alunos na confecção de home pages, esclarecendo dúvidas e quando lhe for possível, com o domínio da técnica, auxiliar na construção da home page entretanto, essa atitude deve ser o mais isenta possível, não interferindo na construção do conteúdo, procurando agir somente na esfera da resolução de problemas relativos à linguagem html e de estruturação da página.

Levar os alunos ao mundo fascinante da internet é fácil, todavia é importante ter em mente que a rede mundial, neste momento, tem um objetivo pedagógico que não se pode perder de vista sob pena de todo o trabalho ficar perdido em meio a navegações infrutíferas. O mais aconselhável é evitar a todo custo que os alunos se percam na hora da pesquisa, é aí que o professor deve concentrar toda a sua atenção e disponibilidade para conter a curiosidade dos alunos quanto a temas que irão surgir nas pesquisas, por mais relevantes que pareçam ser, mas que podem ser prejudiciais ao resultado final do trabalho.

 

Professor Alberto Campos

voltar